Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Com alto interesse pela língua portuguesa, Senegal recebe leitores brasileiros há 41 anos

A língua portuguesa, com sotaque brasileiro, tem crescente atração junto aos senegaleses. Muito desse interesse deve-se ao trabalho realizado por leitores da Rede Brasil Cultural presentes no país desde 1973. Atualmente, atua em Dacar, capital do Senegal, o leitor Édson Reis Meira. Ele ensina o português no Instituto Superior de Educação (ISA) e também ministra aulas do idioma na Embaixada do Brasil. Ao todo, Meira teve 106 alunos no primeiro semestre deste ano.

No início e no final das aulas, o professor faz exercícios de pronúncia com o intuito de sensibilizar os alunos para a particularidade da pronúncia brasileira. O leitor utiliza como materiais didáticos livros, além de vídeos e músicas brasileiras. Como se sabe, os leitores têm como missão não apenas o ensino do português falado no Brasil, mas também a promoção da cultura brasileira.

De acordo com o leitor, o semestre foi muito produtivo. Além das atividades docentes, o professor realizou pesquisas e conseguiu marcar o espaço brasileiro dentro da instituição de ensino superior ISA. "Temos uma sala exclusiva para o curso de português, decorada com motivos brasileiros e com cartazes cedidos pela Embaixada do Brasil", disse ele.

Senegal é um caso sem paralelo no panorama do ensino do português fora do mundo lusófono. É estudado no ensino médio, secundário e superior. A disciplina integra o leque de seis idiomas estrangeiros opcionais ensinados a partir do 8º ano, além do francês (língua oficial) e do inglês (obrigatório a partir do 6ª ano).

 

O leitor Édson Reis Meira com uma de suas turmas de português

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página