Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Aulas, leituras e experiências típicas marcam o ano no Leitorado Brasileirona Universidade de Heildelberg

Com o objetivo de promover o ensino e a pesquisa do português falado no Brasil e propagar a língua, a cultura e a literatura brasileiras na cidade universitária de Heidelberg, o Leitorado Brasileiro ministrou quatro disciplinas acadêmicas, realizou dois colóquios sobre a lusofonia, três leituras de textos brasileiros e três outros eventos culturais ao longo de 2013.

A leitora brasileira na universidade, prof. Claudia Feuro-Hintze, ministrou disciplinas como "Estudos Culturais aplicados à tradução" e "Tradução de textos do cotidiano" para alunos em diferentes níveis. No âmbito das sessões de leitura, os textos escolhidos foram "O único final feliz de uma história de amor é um acidente", de João Paulo Cuena; "Entre as mulheres", de Rafael Cardoso; e "Antonio", de Beatriz Bracher. Outra atividade que levou o gostinho da cultura brasileira às terras alemãs foi a apresentação “Palavras Passam pelo Estômago: culinária, cultura e tradução”, realizada no âmbito do “Dia da Tradução no Estado de Baden-Württenberg”.

Criado em abril de 2012, o Leitorado Brasileiro na Universidade de Heidelberg opera em conjunto com o Centro de Estudos para Ibero-América (IAZ) e o Instituto de Tradução e Interpretação (IÜD) existentes nessa universidade. Além de ser uma das mais antigas da Alemanha – já que foi fundada em 1836 – a Universidade de Heidelberg é uma das poucas instituições universitárias alemãs onde são oferecidos cursos de graduação e de mestrado em Tradução e Interpretação no português brasileiro, que contam com 283 alunos atualmente.

O Leitorado tem por objetivo dedicar-se a atividades que contribuam para a pesquisa e o ensino do português falado no Brasil, bem como para a difusão da cultura e literatura brasileira.

leitorados

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página