Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Centro faz mostra de cinema itinerante em São Tomé

No último sábado, 17 de outubro, o projeto Cine Brasil itinerante, promovido pelo Centro Cultural Brasil-São Tomé e Príncipe, exibiu o filme “O Guerreiro Didi e a Ninja Lili”, para a comunidade da Trindade, capital do distrito de Mé-Zóchi.

Esta foi a sétima exibição de filmes promovida pelo projeto, que acaba envolvendo toda a comunidade, que nessa edição contou com o total apoio da Câmara Distrital de Mé-Zóchi, cujas portas foram abertas para receber o evento.

Com a montagem de estrutura de áudio e vídeo e distribuição de muita pipoca, a ideia é proporcionar aos moradores um pouco da experiência de cinema. A única exigência é que cada morador leve seu banquinho, para colaborar com a atividade.

O evento, muito bem sucedido, teve a presença de cerca de 140 crianças, maioria residente em Trindade, como também de outras localidades próximas, como Capela, Folha Fede, Batepá e Abade.

A programação iniciou com a exibição dos curtas-metragens “O Curupira”, “O Boto”, “Iara” e “Matinta Pereira”, da série “Juro que Vi”, cujas animações são sobre lendas e mitos que fazem parte do folclore brasileiro.

No intervalo cultural, antecedendo a exibição do filme “O Guerreiro Didi e a Ninja Lili”, o grupo de capoeira Raízes do Brasil do núcleo de São João da Vargem, comandado pelo professor Wipipo, exibiu uma grande Roda de Capoeira, bem como a apresentação da dança Maculelê e um pouco de samba, que na oportunidade as crianças interagiram com os integrantes do grupo e demonstraram também suas habilidades.

 

Mostra de cinema foi precedida por apresentação de capoeira

 

Aproximadamente 140 crianças acompanharam as exibições

 

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página