Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Leitorado em São Tome e Príncipe completa 5 anos

O Leitorado de São Tomé e Príncipe, que completou em 2014 cinco anos de existência, já atendeu a 314 alunos na Universidade de São Tomé, a mais importante do país. O Leitorado é um programa do governo brasileiro que leva professores para atuar em universidades estrangeiras, promovendo a variedade brasileira da língua portuguesa, bem como a cultura do país.

No caso de São Tomé, a leitora atual, Eliane Oliveira, iniciou seu trabalho em março de 2014. Ela sucedeu a criadora do Leitorado em São Tomé, a professora Naduska Palmeira. Hoje o Leitorado conta com uma sala com um acervo superior a 300 livros, onde recebe alunos e visitantes. "Quem nos visita sai sempre com o gosto do Brasil na boca", garante a leitora Eliane.

Além dos cerca de 50 alunos atendidos no ano passado, o Leitorado atingiu outros públicos, como os alunos do Liceu Nacional, com cursos e palestras, além do público infantil no Centro Cultural Brasil-São Tomé e Príncipe. No curso na Universidade, as aulas são de fonética, fonologia, morfologia, sintaxe, semântica, linguística, entre outras.

De acordo com Eliane Oliveira, o leitorado tem promovido eventos dentro e fora da Universidade, movimentando o cenário literário e cultural de São Tomé. Literatura de Cordel, literatura afro-brasileira, cursos, lançamento de livros, incluindo o Dicionário Santome-Português, são alguns dos destaques.

 

A leitora Eliane em uma de suas atividades em São Tomé e Príncipe 

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página