Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Em novo jeito de matar a saudade, residentes na França contribuem para exposição com objetos que remetem ao Brasil

 

Exposição realizada no dia 14 de fevereiro na Casa do Brasil em Paris marcou o encerramento do projeto "Chega de Saudade", que coletou mais de 300 itens de brasileiros emigrados ou residentes na França, que remetessem à saudade do Brasil. O projeto teve apoio da Rede Brasil Cultural.

É a primeira vez que o acervo coletivo da saudade será exposto. Em seguida, a exposição seguirá para outras localidades, a fim de mostrar ao público francês os diversos objetos. A coleta dos itens ocorreu na Embaixada do Brasil, no Consulado-Geral e na Casa do Brasil em Paris, bem como em outros lugares frequentados por brasileiros como a biblioteca central da Universidade Sorbonne. Ao final, os itens foram agrupados em categorias como sabores e cheiros, cultura indígena, lembranças da infância, entre outros.

No evento de lançamento da exposição, as sensações da saudade foram exploradas com a arte, a música e a poesia de Vinícius de Morais.

 

 


O Museu Itineirante da Saudade abriu pela primeira vez as suas portas

 

 

A saudade foi exposta através da arte, da música e da poesia de Vinícius de Morais

 

O Museu itineirante selecionou itens marcantes e cheios de emoção

registrado em:
Fim do conteúdo da página