Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Embaixada do Brasil apoia encontros da associação Brasileirinhos-dk

Escrito por Gabriel Gonçalves | Publicado: Segunda, 23 Setembro 2019 17:06

Por ser um importante laço entre a cultura brasileira e a dinamarquesa, desenvolvendo as referências culturais de brasileirinhos na Dinamarca, a Embaixada do Brasil em Copenhague tem feito esforços para apoiar as atividades da ONG Brasileirinhos-dk.

Fundada, em 2013, por um grupo de mães, em grande parte brasileiras, a associação busca estimular o uso e o aprendizado do português como língua de herança por meio de encontros dos 42 brasileirinhos membros da associação – desde bebês a crianças de 11 anos. Oficinas de dança folclórica, teatro, artesanato, capoeira e música estão entre as atividades realizadas pela associação durante os encontros.

No dia 8 de setembro, a Embaixada sediou o encontro da associação com degustação de aperitivos típicos do estado de Minas Gerais, bem como leitura do livro ‘Lila e Matilha em A Horta Guloseima’, apresentado pela própria autora, Fernanda de Oliveira, presente no encontro.

A associação, afirma o Embaixador Carlos Paranhos, “atua, com seriedade e persistência, como formadora e divulgadora da língua e cultura brasileira para crianças de baixa faixa etária”. Esclarece o diplomata, no entanto, que a ONG enfrenta dificuldades por falta de espaço físico para o seu trabalho, motivo pelo qual a embaixada tem procurado agir como um facilitador nas iniciativas da associação. “As atividades se restringem, normalmente, ao primeiro domingo de cada mês, dependendo da disponibilidade das bibliotecas municipais, local onde normalmente ocorrem os encontros”.

Renata Strøm, mãe de Theo, de 1 anos e 8 meses, participa da oficina de musicalização desde os dois meses de vida dele, e conta que os encontros da Brasileirinhos-dk dão ao filho a oportunidade de ser cativado pela cultura brasileira. “Sempre tento priorizar os eventos desta querida associação em busca do resgate da nossa cultura e tradições do Brasil, de que tenho tanto orgulho, e faço questão que meu filho conheça e se encante com nossa alegria, festas, brincadeiras, músicas, ritmos, danças e contos”, afirma.

Aos benefícios fomentados pela associação somam-se o sentimento de pertencimento ao Brasil e o ambiente pluricultural inatos à organização desde sua criação. “Por meio da Brasileirinhos-dk, as crianças desenvolvem a habilidade e a utilidade do uso da língua portuguesa, mas acima de tudo, desenvolvem o orgulho de serem biculturais com o convívio com outras crianças na mesma situação”, pontua Cleide Møller, mãe de Sebastian, de 11 anos, e Kristian, de 6.

Encontro da associação Brasileirinhos-dk sediado na Embaixada do Brasil em Copenhague no dia 8 de setembro
registrado em:
Fim do conteúdo da página