Portal do Governo Brasileiro

Pular navegação e ir direto para o conteúdo

Um dos leitorados que a Rede Brasil Cultural mantém em Assunção é conduzido pelo leitor Luís Eduardo Wexell Machado, selecionado em 2009, que exerce suas atividades junto à Universidade Nacional de Assunção. A Embaixada do Brasil em Assunção acompanha suas atividades. O leitor atua como Coordenador e Professor da Licenciatura em Língua Portuguesa da Universidade Nacional de Assunção. A Licenciatura iniciou suas atividades no ano de 2011, a partir de um convênio entre a Embaixada do Brasil em Assunção, a Universidade Nacional de Assunção e a Universidade Federal do Paraná, que, por meio da Professora Dra. Terumi Koto Villalba, preparou o programa de estudos do curso de licenciatura plena, com quatro anos de duração. Os professores da Licenciatura são, em sua maioria, leitores e professores contratados pelo Centro de Estudos Brasileiros de Assunção. O curso está lotado no Instituto Superior de Línguas

A Rede Brasil Cultural conta, atualmente, com um leitorado na University of the West Indies. O programa começou em 2012 e estende-se até 2014, sendo renovável por mais dois anos. A professora leitora é Eliete Sampaio Farneda. No álbum, fotos de 2012 e de 2013. Já neste ano, em março, houve o Open Day (dia em que a UWI abre as portas a estudantes do ensino médio, apresentando-lhes os cursos que oferece) e uma exposição de livros de literatura brasileira e portuguesa na Biblioteca Alma Jordan. Em novembro do ano passado, foi criado um "minor" (estudos complementares no âmbito de uma graduação) em Estudos Brasileiros. Saiba mais: http://sta.uwi.edu/fhe/dmll/undergraduate.asp
O Centro Cultural Brasil-Finlândia participou do I Seminário Sobre a Pluralidade da Língua Portuguesa, no dia 19 de março, em parceria com a Universidade de Helsinque e o Instituto Camões. O seminário objetivou mostrar as principais diferenças nas estruturas oral e gramatical entre as vertentes brasileira e portuguesa. Os palestrantes foram as professoras Bianca Benini-Leino e Patrícia Ribeiro do CCBF; a professora Sofia Palma do Instituto Camões; e a professora Liisa Abreu, da Universidade de Helsinque. O professor Timo Riiho, catedrático em línguas Ibero-românicas da Universidade de Helsinque atuou como moderador. Liisa Abreu falou sobre as formas de tratamento no português europeu. Bianca Benini-Leino discorreu sobre a poesia modernista de Oswald de Andrade e sua ruptura com as regras da escrita européia. Sofia Palma abordou os regionalismos e o mirandês como idioma nacional em Portugal. Patrícia Ribeiro discutiu, entre outros temas, as

Em outubro de 2012, o Centro Cultural Brasil-Chile organizou um seminário sobre Literatura de Cordel. Mais de 30 pessoas participaram do evento. A maior parte dos interessados pertencia à comunidade acadêmica, bem como a arquivos e bibliotecas públicas locais. Os alunos do CCBRACH também participaram. A professora Maria Isabel Ferreira , pedagoga e especialista no tema, ministrou oficinas prático-teóricas. No último dia do seminário, realizou-se a conferência de encerramento, com a participação de Márcia de Mello Saravia, leitora na PUC-Chile, que se juntou à professora Maria Isabel. A parte prática tratou de técnicas de elaboração de versos, de uma introdução à xilogravura e do desenvolvimento de pequenos exemplares de literatura de cordel, por parte dos alunos, que compuseram poemas em sextilhas e fizeram ilustrações. Paralelamente ao seminário, houve uma exposição de xilogravuras pertencentes ao acervo do posto no CCBRACH. Veja mais fotos aqui.
O Centro Cultural Brasil-São Tomé e Príncipe comemorou seu quinto aniversário no dia 21 de março. A grande originalidade da festa brasileira consistiu na participação de artistas são-tomenses, que cantaram músicas em cada uma das línguas crioulas faladas em São Tomé e Príncipe. Entre os artistas, destacaram-se Nezó e seu grupo, que levaram a musica do povo Angolar para aos ouvidos do público; Gilberto Gil Umbelina, cantor e compositor; e Guilherme Carvalho, também artista plástico, que cantou com seus músicos e fez homenagem a “Garota de Ipanema” (Tom Jobim e Vinícius de Moraes) e ao “Trem das Onze” (Adoniran Barbosa).   Confira o relato da leitora Naduska Palmeira e veja mais fotos do aniversário do CCBSTP.

Inauguração Tel Aviv

O Vice-Presidente da República, Michel Temer, inaugurou o Centro Cultural Brasileiro em Tel Aviv, em 18 de junho de 2013. Estiveram presentes à cerimônia membros do Conselho de Cidadãos, correspondentes brasileiros e outros representantes da comunidade brasileira em Israel. Também compareceram à inauguração o Embaixador de Portugal, do Ministro-Conselheiro da Embaixada de Angola e, na condição de representante do Ministério dos Negócios Estrangeiros, o Ministro Eitan Surkis.

O imóvel onde o CCB está instalado foi adquirido em 1955 pelo Governo brasileiro e foi utilizado até 1975 como sede da Embaixada em Israel. A Embaixada mudou-se para outro endereço, e o imóvel foi cedido ao Centro Cultural Israel-Brasil, entidade civil sem fins lucrativos, cujo objetivo era estreitar os laços culturais entre os dois países.

Recentemente, o imóvel retornou à Embaixada. Feitas reformas no edifício, criou-se novo Centro Cultural, parte integrante da Embaixada do Brasil em Tel Aviv, que é extensão de seu Setor Cultural.

O CCB tem por objetivo a disseminação da língua portuguesa e da cultura brasileira em Israel. Oferecerá aulas de português brasileiro e organizará exposições de fotografias e pinturas, encontros musicais, ciclos de cinema, aulas de culinária brasileira e eventos voltados ao público infantil.