Portal do Governo Brasileiro

Pular navegação e ir direto para o conteúdo

O Centro Cultural Brasil-África do Sul (CCBAS) realizou, na manhã de 12 de maio de 2017, palestra interativa sobre o Brasil e a cultura brasileira para estudantes da escola pública primária “Bud Mbelle”, no bairro de Atteridgeville. Essa foi a apresentação inaugural do programa “Cultura Brasileira nas Escolas”, concebido como uma série de palestras em colégios da região de Gauteng, com o objetivo de difundir a cultura brasileira, despertar o interesse pelo Brasil entre os estudantes e divulgar as atividades do CCBAS. Aos cerca de 350 alunos presentes, foram apresentadas manifestações culturais nacionais e regionais, como música, cinema, artes visuais, dança, festivais populares, folclore, esporte e culinária. Ademais, com o auxílio dos 40 estudantes de português do CCBAS, os alunos da "Bud Mblelle" também aprenderam algumas palavras e frases em português. A próxima palestra do programa “Brasil nas Escolas” está

O CCB Barcelona participou com banca de livros da Festa de Sant Jordi, no dia 23 de abril de 2017.Trata-se é uma festa popular na Catalunha, que mobiliza os cidadãos em torno da leitura. O costume é presentear, com livros e rosas, as pessoas queridas. Na banca do CCBBcn foram expostos livros de autores brasileiros, em português, catalão e espanhol. Entre as obras expostasestava a edição catalã de "A morte e a morte de Quincas Berros d'Água" ("La mort i la mort d'en Quincas Bram d'Aigua")), de Jorge Amado. Na banca, esteve presente ainda o escritor catalão Salvador Casar, autografando seu recém lançado "Samba per a um difunt" (Editoral Gregal).              
 O Centro Cultural Brasil-Chile (CCBRACH), realizou no dia 13 de maio, no Café Literário Bustamante, mais uma sessão do projeto "Conta Contos". A atividade foi conduzida pela diretora do CCBRACH, Anna Magdalena Machado Bracher. Foi apresentado o livro "Dia de Chuva", de Ana Maria Machado, edois contos de origem africana, em alusão à comemoração da abolição da escravatura: "Xangô e o camundongo", conto iorubá recompilado por Adilson Martins, e "A raposa e a toupeira",da angolana Susana Ventura.

Realizou-se, em 5 de maio, na Embaixada brasileira evento para comemorar o dia da língua portuguesa e cultura, com o apoio da Embaixada de Portugal e Moçambique. Foram projetados os filmes: "História da Língua portuguesa – Tempo, vida e espaço" e "Língua: Vidas em português." Na sequência,  foram recitados os poemas "Língua portuguesa", de Olavo Bilac, e "Infante" de Fernando Pessoa.

 

 

O Leitorado de Língua Portuguesa da Faculdade de Letras e Humanidades da Universidade de Zagreb,  em colaboração com a Embaixada do Brasil e o Instituto Camões, organizou dois eventos naquela capital para comemorar o Dia da Língua Portuguesa.

O diplomata Gustavo Pereira, no dia 3 de maio,  palestrou para os estudantes de português da Universidade sobre o tema "Falares Brasileiros e Culturas Regionais no Brasil". E no dia 5 de maio a banda "Camões House Band", formada por músicos brasileiros e europeus, tocou repertório musical lusófono no café "Booze & Blues".

 

O Centro Cultural Brasil-Guiné Bissau, no dia 4 de maio de 2017 comemorou o Dia da Língua Portuguesa com a presença do Embaixador do Brasil Fernando Apparicio da Silva e do ministro da Educação, Ensino Superior e Investigação Científica da Guiné-Bissau, Sandji Fati. A convite do Instituto Camões, a jornalista e escritora portuguesa Alexandra Coelho deu depoimento sobre a língua portuguesa no Brasil, país onde viveu vários anos como correspondente da agência Lusa. Compareceram embaixadores e representantes do Corpo Diplomático, o diretor-geral do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa, Leopoldo Amado, o procurador-geral da República, António Sedja Man, e vários escritores, entre os quais Maria Odete Semedo, ex-ministra guineense da Educação.