Portal do Governo Brasileiro

Pular navegação e ir direto para o conteúdo

O projeto "Brasil e Moçambique no Imaginário Fotográfico Infantil" acaba de lançar exposição com 33 fotografias de crianças africanas. A inauguração ocorreu, em 21 de abril, no Centro Cultural Brasil –Moçambique.

As imagens retratam o cotidiano das crianças na escola, do município de Matola, e no bairro em que residem. Os jovens participantes tiveram seu primeiro contato com câmeras digitais e a prática da fotografia. O resultado surpreendeu pela qualidade e pela originalidade das fotos.

O fotógrafo brasileiro Sílvio Ribeiro, que ministrou oficina, em novembro de 2014, ensinou técnicas de manuseio da câmera e na captação de imagens de campo às crianças.

A ação foi elogiada e seu caráter social foi positivo, de forma que há o interesse de ser multiplicado em outras escolas. A inauguração da exposição contou com a presença da mídia local, familiares dos alunos e comunidade.

As fotos foram feitas pelas próprias crianças

 

Cerca de 40 pessoas participaram do "I Curso de Fotografia Digital" do Centro Cultural Brasil-Moçambique (CCBM), em junho. As aulas foram ministradas pelo fotografo brasileiro Silvio Ribeiro, que tratou a fotografia como elemento de investigação do cotidiano e como veículo de interpretação da realidade e da cultura.

Quatro módulos de estudos foram abordados e neles trabalharam conceitos da linguagem fotográfica e de técnicas de fotografia, além da utilização da iluminação natural, da composição e qualidade das imagens.

O curso propiciou maior interação entre o CCBM e a comunidade local, que frequentou regularmente o Centro Cultural ao longo do mês de atividades.

 

 

O Centro Cultural Brasil-Moçambique realizou o 1º curso de fotografia básica em suas dependências 

 

Cerca de 40 alunos participaram ativamente da atividade

Todos os participantes receberam um certificado ao fim das atividades. Foto com o fotografo brasileiro Silvio Ribeiro.

Os alunos tiveram a oportunidade de fotografar as belezas de sua região

 

O Centro Cultural Brasil-Moçambique (CCBM) promoveu, entre 30 de junho e 4 de julho, o 8º Curso de Literatura Brasileira. O curso teve palestras ministradas pelos escritores Mia Couto, Calane da Silva, pela poetisa Tânia Tomé e pelos acadêmicos Nataniel Ngomane e Agostinho Goenha. Participaram cerca de 80 pessoas, principalmente estudantes do 2º grau e universitários.

O projeto debateu diferentes autores brasileiros que têm influenciado ampla geração de escritores de Moçambique, Angola, Guiné-Bissau e Cabo Verde. Os autores brasileiros vêm povoando o imaginário coletivo dos países lusófonos com seus romances, poesias, ficções e contos. Com isso, tornam-se fontes de referência para a difusão da língua portuguesa em todo o mundo, sobretudo na África.

Os convidados realizaram conferências em que diversas temáticas foram abordadas. A abertura do curso foi realizada pelo escritor Calene da Silva, que trabalhou um panorama geral das literaturas brasileira e portuguesa e como essas influenciaram a literatura africana.

O prof. Agostinho Goenha realizou, no segundo dia de curso, análise sobre o "Romantismo e Realismo na literatura brasileira". O professor trabalhou a ligação entre a literatura e as manifestações sociais nacionalistas. O terceiro dia foi marcado pela exposição do prof. Nataniel Ngomane, que abordou as obras literárias do século XX, do Modernismo à literatura contemporânea brasileira.

O consagrado escritor moçambicano Mia Couto fez um paralelo entre o estilo e a estética de dois grandes autores brasileiros: Graciliano Ramos e Guimarães Rosa. Para encerrar o curso, a poetiza Tânia Tomé debateu "As palavras e o som na poesia brasileira", quando realizou uma análise da sonoridade das narrativas dos autores contemporâneos, com as quebras de paradigmas, de métricas e de conteúdos.

 

O escritor Mia Couto discutiu o estilo e a estética de dois grandes autores brasileiros: Graciliano Ramos e Guimarães Rosa

O Escritor Calane da Silva que fez um panorama geral da literatura portuguesa e brasileira

O Prof.Dr.Agostinho Goenha falou sobre o surgimento do Romantismo na Europa e as diversas manifestações artísticas influentes na literatura

O Prof.Dr.Nataniel Ngomane que exemplificou sua abordagem a partir dos autores do século XX

O Escritor Mia Couto realizou um paralelo entre os autores e suas obras literárias

A Poetiza Tania Tome apresentou as quebras de paradigmas, métrica e conteúdos nas narrativas contemporâneas

Participante do 8º Curso de Literatura Brasileira

Todos os participantes do evento após receberem os certificados

 

O escritor e ex-diretor do Centro Cultural Brasil-Moçambique, professor Raul Alves Calane da Silva, lançou no dia 06/08 sua mais recente obra, “Kulimando Saberes”, no CCBM. Em ronga, língua local, “kulimando” significa “cultivando”.

Estiveram presentes na cerimônia o Primeiro-Ministro de Moçambique, Alberto Vaquina, o Presidente do Conselho Constitucional, Dr. Ermenegildo Gamito, e a escritora Paulina Chiziane.

Kulimando-Saberes

O professor Calane recebeu, em 2011, o Prêmio José Craveirinha, a maior distinção literária do país, já outorgado a Mia Couto, Paulina Chiziane e Ungulani Ba Ka Khosa.

Confira mais fotos aqui