Portal do Governo Brasileiro

Pular navegação e ir direto para o conteúdo

A Embaixada do Brasil e o Centro Cultural Brasil-Moçambique (CCBM) participaram, nos dias 23 a 25 de outubro, do Primeiro Festival de Literatura "Literatas", na cidade da Matola. Na ocasião, fez-se divulgação, com destaque, do III Concurso de Redação da Rede Brasil Cultural, que este ano terá como tema contos do escritor Machado de Assis (saiba mais em http://goo.gl/mh7mXJ). 

O "Literatas" é um grupo integrado por escritores moçambicanos que foi formado no Centro Cultural Brasil-Moçambique, após cursos de história da literatura brasileira oferecidos naquela instituição. O grupo, que publica um boletim literário periódico, conta com apoio do CCBM. 

Em sua primeira edição, o Festival Literatas ofereceu, além de literatura, também aula aberta de capoeira, para as crianças que participavam do evento, assim como informações sobre oportunidades de estudo no Brasil.

Foram divulgadas informações sobre os Programas de Estudante Convênio de Graduação e Pós-Graduação (PEC-G e PEC-PG), oferecidos pelo Governo brasileiro a estrangeiros interessados em estudar no Brasil, e sobre cursos da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB). 

Participaram do evento também as escritoras brasileiras Rosália Diogo e Madu Costa, que interagiram com o público durante o evento.

No final de setembro, o Centro Cultural Brasil-Moçambique (CCBM) recebeu crianças do Centro Hakumana, juntamente com as voluntárias brasileiras Heloisa Nascimento, Rita Lages e Marlice Gerlach, que estão em Moçambique por intercâmbio da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

O grupo visitou a biblioteca infantil, onde as crianças puderam ler livros brasileiros e assistir à animação "Ibejis e o Carnaval", produzida pela Fundação Palmares.

Com idades entre 9 e 16 anos, as crianças também visitaram a exposição ILUSTRA, onde a ilustradora brasileira Luciana Hess, autora das ilustrações do livro "Ibejis e o Carnaval", expõe sua obra.

 

 

 

Crianças do Centro Hakumana, com as brasileiras Heloisa Nascimento, Rita Lages e Marlice Gerlach

 

 

 

Foi inaugurada no Centro Cultural Brasil-Moçambique (CCBM) a exposição ILUSTRA, a primeira de Moçambique dedicada à arte da ilustração. Participam da mostra os brasileiros Luciana Hess e Giuseppe Lira, ambos com vasto portfólio de trabalhos publicados em vários países, que moraram em Moçambique, e o moçambicano Luis Cardoso, originário da cidade da Beira, autor de inúmeros livros, assim como Ruth Bañon, da Espanha, que teve seus trabalhos sobre Moçambique publicados no último relatório sobre esse país publicado pela Organização das Nações Unidas.

A ILUSTRA fica aberta até o dia 11 de outubro e tem entrada franca.

 


Ilustração do artista moçambicano Luís Cardoso

Durante o segundo semestre de 2015, ocorrerá, na Universidade Eduardo Mondlane, em Maputo, Moçambique, no âmbito do Leitorado Brasileiro, uma série de apresentações de documentários e seminários sobre o tema: o Brasil diante do olhar dos viajantes.

Os Seminários de Cultura Brasileira serão realizados ao longo do 2º semestre de 2015, nos meses de agosto, setembro, outubro e novembro, permitindo, assim, que os alunos matriculados no curso de Literatura Brasileira possam segui-los como complemento às temáticas tratadas nesta disciplina.

A participação nos Seminários será livre para todos os alunos da Universidade Eduardo Mondlane. Para os alunos matriculados em Literatura Brasileira, a frequência nos Seminários será contada na Avaliação Contínua.

 

O Centro Cultural Brasil-Moçambique promoveu uma das mais tradicionais festas da cultura brasileira, a festa junina, na sua sede, em Maputo. O evento contou com cardápio tradicional completo: feijoada, pastel, caldinho de feijão, tapioca, cuscuz, empadas, brigadeiros, quentão, caldo de cana, caipirinha e o famoso vinho quente.

Não faltou animação durante a festa, que contou com muita música e dança. Os participantes tiveram a oportunidade de ouvir o típico forró brasileiro, que terminou com o início da tradicional quadrilha.

Com o "arraiá" cheio de pessoas das mais diversas nacionalidades, o CCBM comemorou a festa de São João, em 2015, com a mais alta animação.

 

Festa Junina no CCBM

Entre os dias 14 a 16 de julho, o Centro Cultural Brasil-Moçambique, em parceria com o Leitorado Brasileiro na Universidade Eduardo Mondlaine, em Maputo, deu início ao curso "Brasil em cinema", que tem por objetivo levar ao público moçambicano um recorte da cultura brasileira. Os filmes serão exibidos em quatro módulos temáticos, sobre os seguintes assuntos: Descoberta do Brasil, Brasil negro, Arte Brasileira e Literatura Brasileira.

Após a exibição, será realizado debate com o público sobre o filme visto, a fim de sintetizar a temática abordada. O curso será ministrado, em conjunto, pelo Leitor José Pessoa e pelo diretor do CCBM Gabriel Borges.