Portal do Governo Brasileiro

Pular navegação e ir direto para o conteúdo

Ocorrerá em Genebra, entre 20 e 22 de outubro de 2017, o III Simpósio europeu de POLH.

O evento, destinado a associações, grupos e indivíduos interessados no ensino do português como língua de herança na Europa, terá abertura no Consulado-Geral do Brasil.  Palestras, mesas redondas, debates e compartilhamento de boas práticas serão realizadas na Universidade de Genebra.

                

No âmbito do programa de manutenção do Português como Língua de Herança (POLH) e da valorização da cultura nacional junto à comunidade brasileira, ocorreu, no Consulado-Geral do Brasil em Genebra, segunda mais populosa cidade suíça depois de Zurique, festa junina para público infantil em 22 de junho de 2017.

Na ocasião, a Associação Raízes, dedicada ao ensino de português e cultura brasileira, promoveu diversas atividades juninas, inclusive a tradicional "quadrilha", a qual contou com participação de aproximadamente 250 pessoas.

Na área externa do Consulado, foram montadas barraquinhas com produtos típicos dos festejos (canjica, curau, bolo de milho e milho cozido).

Houve também exposição de livros infantis por parte de representantes da Helvetia Edições, editora que se propõe a divulgar a literatura brasileira na Suíça.

 

Foi realizada, no dia 10 de junho de 2017, na residência do Embaixador de Portugal em Seul, Coreia do Sul, celebração do Dia da Língua Portuguesa.

Durante o evento, foram premiados os vencedores do concurso de redação em português, organizado pela professora Maria João Amaral, diretora do Centro de Língua Portuguesa na Universidade Hankuk de Estudos Estrangeiros (HUFS). Os prêmios, divididos em duas categorias, de acordo com o nível de estudo de português de cada aluno, foram entregues pelas autoridades presentes.

O evento contou com a presença da Diretora do Departamento de Português na mesma Universidade, Sora Lim, e dos Embaixadores do Brasil, de Portugal e de Angola.

 

                                                                                                                

 

Foi organizada em Boston, Massachusetts, a "IV Conferência de Português como Língua de Herança", com a colaboração da Professora Felícia Jennings-Winterle, fundadora da organização Brasil em Mente.

A Conferência sobre o Ensino, Promoção e Manutenção do Português como Língua de Herança (POLH), realizada desde 2014, é um evento internacional aberto a pais, educadores, pesquisadores e outros profissionais ligados ao POLH. Nessa 4ª edição, o tema foi "Prática, preparo, prioridades, profissionalização: o POLH no prumo". A Brasil em Mente trouxe para Boston duas palestrantes, a educadora musical Maristela Loureiro e a mestre em artes plásticas Ana Tatit, ambas com formação artística e experiência na formação de professores. Buscou-se promover uma reflexão sobre a prática do POLH nos últimos anos, com enfoque na necessidade de profissionalização nesse campo de estudos.

O evento contou ainda com a presença da educadora musical Rejane de Musis e do professor Everton Vargas da Costa.

A Brasil Em Mente (BEM) é uma organização sem fins lucrativos, registrada no estado de Nova Iorque, e que, desde 2009, trabalha para promover a língua portuguesa e a cultura brasileira entre famílias multiculturais que vivem no exterior.

 

               

Foi realizado, nos dias 4 e 5 de maio de 2017 em Paris, o 1° Encontro de Professores de Língua, Literatura e Civilização Brasileira na França (EPLLIC-BRAS).

O Encontro reuniu pela primeira vez na França representantes governamentais e acadêmicos de diferentes áreas de difusão do português. Houve também espaço para apresentação de projetos inscritos, bem como discussões sobre aspectos metodológicos do ensino do português, inclusive para o mundo profissional. O EPLLIC-BRAS foi concebido e preparado, desde junho de 2016, pela Embaixada do Brasil em Paris, com a colaboração dos leitores brasileiros nas universidades Sorbonne-Nouvelle e Clermont-Auvergne, Tatiana Matzenbacher e Ailton Rezende Pereira Sobrinho e da professora brasileira Flávia Silvia Machado, voluntária da universidade de Poitiers.

Foram objetivos do encontro o levantamento da situação do ensino do idioma em suas diferentes instâncias (associativa, pública, privada e autônoma), a identificação de obstáculos e desafios inerentes à prática do ensino da variante brasileira do português como língua estrangeira, o incentivo a contatos entre os diferentes agentes de formação na língua e à formulação de projetos científicos e pedagógicos, e a elaboração de diagnóstico sobre o ensino e a expansão do idioma na França.     

 

                

A Associação Brasileira de Saskatoon (BRASA) organizou, no dia 28 de maio de 2017, o "Colóquio para Divulgação e Manutenção da Língua e Cultura Brasileira" em Saskatoon, maior cidade da província canadense de Saskatchewan. O colóquio reuniu integrantes da comunidade de diferentes faixas etárias com o fim de criar um debate a respeito do uso do português após a imigração para o Canadá entre as gerações de imigrantes mais antigos e os membros mais recentes da diáspora. 

A importância da língua portuguesa e da cultura brasileira, os desafios que os membros da diáspora encontraram na adaptação ao novo país e a importância da união da comunidade de cidadãos brasileiros para apoiar em ambos os processos foram os temas discutidos durante a confraternização que reuniu ao todo cerca de 60 pessoas.