Portal do Governo Brasileiro

Pular navegação e ir direto para o conteúdo

 

Um espetáculo com música regional brasileira teve repercussão positiva junto ao público e à crítica em Assunção, Paraguai. Intitulado "Luar do Sertão" e realizado no Teatro Tom Jobim, do Centro Cultural da Embaixada brasileira, o show, na sexta-feira, 8 de agosto, atraiu cerca de 300 pessoas e teve o apoio da Rede Brasil Cultural.

Realizado sob a direção artística do Coordenador do Centro de Estudos Brasileiros (CEB), professor Aldo Solalinde, o show teve início com uma apresentação do coral "Som da Gente", formado por alunos do CEB. Em seguida os grupos Nina & Companhia e Sambajada, este integrado por diplomatas, funcionários da Embaixada e das Adidâncias Militares se apresentaram.

O repertório de todo o espetáculo era de músicas tradicionais das regiões Nordeste, Centro-Oeste e do Pantanal brasileiro, incluindo composições de Almir Sater e Luiz Gonzaga, entre outros. O espetáculo foi encerrado com a apresentação do trio paulista Sinhá Flor, especializado em ritmos do Nordeste.

Formado pelos músicos Carol Bahiense (triângulo, sanfona e voz), Cimara Fróis (sanfona e voz) e Talita del Collado (zabumba, flauta, violão, percussão e voz), o trio foi muito aplaudido. 

 

O trio paulista Sinhá Flor foi muito aplaudido pelo público paraguaio

O gravador, desenhista e pintor Lívio Abramo (1903-1992), nascido em Araraquara, foi um artista brasileiro de renome internacional, responsável, entre outros, pela introdução da gravura moderna no Brasil.

Nos anos 1960, foi convidado pelo Ministério das Relações Exteriores para integrar a Missão Cultural Brasil-Paraguai, que deu origem ao Centro de Estudos Brasileiros em Assunção, uma das mais antigas unidades da Rede Brasil Cultural.

Lívio-Abramo
Abramo permaneceu até a morte, em 1992, na capital paraguaia, onde, no CEB e em outras instituições, deixou vasto legado artístico, tendo sido fundador do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Paraguai.

Confira mais aqui

O Colégio República do Brasil, que recebe apoio da Embaixada do Brasil em Lima, por meio do Centro Cultural Brasil-Peru, comemorou 106 anos.

106-anos

Veja as fotos aqui 

Em 2012, as atividades culturais do Centro de Estudos Brasileiros (CEB) em Assunção abrangeram exposições artísticas, ciclos de cinema, cursos de capacitação dos professores, seminários sobre literatura brasileira e concertos sobre a Jovem Guarda.

ceb em 2012


Veja mais fotos aqui

 

O CEB é um dos mais antigos da Rede Brasil Cultural. Criado em 1974, foi o desdobramento de missão cultural brasileira que mantinha convênio com o Paraguai desde 1941.