Portal do Governo Brasileiro

Pular navegação e ir direto para o conteúdo

O Centro de Estudos Brasileiros de Assunção, no Paraguai, deu início, no dia 5 de setembro de 2016, ao projeto piloto de Professorado em Português como Língua Estrangeira.

O objetivo desta iniciativa é formar professores de português como língua estrangeira, capacitando-os em termos linguísticos e reforçando seus métodos pedagógicos pelo conhecimento e prática de diferentes estratégias de ensino durante o curso.

A criação de um professorado no Centro de Estudos Brasileiros vem atender a uma crescente demanda por profissionais qualificados no ensino da língua portuguesa, a terceira mais falada no Paraguai.

 

 

                                                            

 

O Teatro Tom Jobim do Centro Cultural da Embaixada do Brasil em Assunção recebeu o evento de abertura do “Bamba Fest Paraguai”, primeira edição do festival internacional de capoeira organizado pelo grupo Capoeira Candeias Asunción com a participação de mestres de capoeira do Brasil, da Argentina e do Paraguai.

O encontro realizado no dia 11 de março, foi marcado pelo batismo de alunos, além de apresentação de capoeira, maculelé e espetáculo musical ao vivo.

A capoeira é uma expressão cultural caracterizada por seus movimentos ágeis e harmoniosos, em ritmo de música e aspectos coreográficos. A difusão desta arte marcial agradou o público local que compareceu massivamente ao evento.

 

 

Uma grande Festa Junina realizada na Embaixada do Brasil em Assunção, no Paraguai, reuniu mais de quinhentas pessoas e angariou elogios por parte da população local. 

Ainda no marco das comemorações juninas, foi realizada, em Assunção, pela Paróquia dos Imigrantes, sua tradicional festa típica, que contou com estandes do Brasil, da Colômbia, do Peru e de outros países cujos nacionais frequentam a igreja.

A participação brasileira em ambos os eventos foi organizada pela Associação das ''Damas Brasileiras'', que conseguiu apoio de empresas para as comidas e bebidas típicas do Brasil oferecidas ao público. Os eventos contribuíram significativamente para a aproximação entre brasileiros e a sociedade local. 

 

Típica festa junina animou brasileiros e paraguaios

Está aberto, até 23 de julho, no Centro Cultural da Embaixada do Brasil em Assunção, no Paraguai, o fórum Cultural Brasil-Paraguai que conta com a mostra cultural "Feijoada ha Jopará". O evento tem como objetivo promover o intercâmbio cultural entre o Paraguai e o Brasil, com base nas semelhanças dos dois países. 

O fórum Brasil Paraguai, é uma comunidade empresarial integrada por brasileiros, paraguaios e cidadãos de outras nacionalidades que se interessam por realizar negócios com os dois países. A mostra, esta sendo realizada com o intuito de comemorar os 14 anos de trabalho ininterrupto, entre os seus membros.

A exposição da ênfase nos diferentes aspectos culturais dos dois países. Um dos artistas que teve as suas obras na exposição é Lívio Abramo, importante artista brasileiro, que foi responsável por formar vários artistas paraguaios, bem como por dirigir o Centro de Estudos Brasileiros no Paraguai na época de sua criação.

A mostra cultural, que possui acesso gratuito contará com a exposição de literatura de cordel, poesia e histórias.

 

 

A Embaixada do Brasil em Assunção realizou doação em abril, de materiais sobre música erudita brasileira para a Universidade Nacional de Assunção (UNA). Foram entregues livros, discos, revistas e uma série de partituras de importantes compositores brasileiros, como Heitor Villa-Lobos, Mozart Camargo, Cláudio Santoro, dentre outros.

Com os novos materiais, os músicos paraguaios poderão inspirar-se no legado dos compositores eruditos brasileiros. O intuito da doação é o de aproximar as relações culturais entre Brasil e Paraguai.

O evento da doação contou com a presença de representantes da Embaixada do Brasil, da Faculdade Arquitetura, Desenho e Arte, e do diretor do curso de música da instituição.

O encontro foi encerrado por uma apresentação musical de estudantes e professores onde cantaram composições dos brasileiros Heitor Villa-Lobos e Francisco Mignone.

 Representantes da Embaixada do Brasil e da Universidade Nacional de Assunção

 

 

 Professores e alunos realizaram apresentação musical

 

A peça “Malandrinha ou o Feitiço da Vila” foi apresentada no Teatro Tom Jobim da Embaixada do Brasil em Assunção, no Paraguai, com o objetivo de homenagear o compositor Noel Rosa. Os principais episódios da vida do grande poeta da Vila foram levados à cena numa proposta teatral musical onde se misturam a época atual na Lapa e os anos 30, em Vila Isabel. 

Escrita e dirigida pelo diretor do Centro de Estudos Brasileiros (CEB), Aldo Solalinde, a peça teve a participação de alunos de português do CEB, de diplomatas integrantes do grupo Sambajada, além de artistas locais. Um público formado na maioria por paraguaios e brasileiros lotou o espaço de trezentos lugares.