Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Centro Cultural Brasil-Cabo Verde ensina português para imigrantes da Guiné-Bissau

O Centro Cultural Brasil-Cabo Verde (CCBCV) foi tema de reportagem positiva, no último dia 15 de novembro, veiculada no principal telejornal do país, sobre o projeto de alfabetização de jovens imigrantes guineenses, iniciado em outubro de 2013.

O projeto consiste em aulas de português para grupo de mais de 50 jovens imigrantes da Guiné Bissau, que não tiveram a oportunidade de frequentar a escola em seu país de origem. A taxa de analfabetismo na Guiné-Bissau, segundo dados do Unicef, é de 56 por cento.

Na chegada a Cabo Verde, esses jovens imigrantes costumam enfrentar dificuldades de inserção no já restrito mercado de trabalho local, além de constrangimentos dos mais diversos tipos.

A reportagem registra que o aproveitamento dos estudantes, na primeira fase do projeto, foi de 95 por cento. De acordo com a professora Elaine Azevedo, coordenadora do CCBCV, a grande maioria dos alunos tinha um nível de escolaridade muito baixo. Agora todos sabem falar, ler e escrever o português.

Na segunda fase do projeto, que está se iniciando, o programa ganhou um parceiro importante, como a Comissão Nacional de Direitos Humanos de Cabo Verde. Outro parceiro, este desde o início do projeto, é a Associação dos Guinenses em Cabo Verde.

Veja a matéria que foi veiculada na TV de Cabo Verde (clique aqui para assistir ao vídeo).

 

 

 

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página