Portal do Governo Brasileiro

Pular navegação e ir direto para o conteúdo

  Realizou-se, nos dias 8 e 9 de dezembro de 2016, no Centro Cultural Brasil-Bolívia (CCBB), Encontro de Arte "591", em referência ao código de Discagem Direta Internacional (DDI) da Bolívia. O evento reuniu artistas de diversas áreas. A exposição foi um sucesso e alcançou lotação máxima no dia da inauguração. Teve a participação da fotógrafa franco-boliviana Sandra Boulanger, bailarina formada pela Opéra de Paris, e sua mãe Graciela Rodo Boulanger, multi-artista; a bailarina Milena Tejada; os ceramistas Mario & Maria Julia Sarabia; a escultora Giancarla Muñoz; o pintor Eusebio Choque; o atelier Unique, modista de chapéus; a designer de jóias de "cholas" Ana Palza; o atelier de jóias Churka Design; a Galería Altamira;  a culinária do chef Derek e da Sonia Loza; e a música da banda K`maleón.            
O Centro Cultural Brasil-Bolívia participou, no dia 28 de maio de 2016, da décima edição da "Larga Noche de Museos", organizada pela Administração Municipal de La Paz. Museus, centros culturais e locais que cultivam arte e cultura abriram suas portas ao público da cidade promovendo o patrimônio artístico-cultural da cidade. A ideia nasceu na Alemanha, em 1997, e atualmente muitos países organizam a sua "Noite de Museus". Em La Paz, a iniciativa começou em 2007, e, neste ano, somaram-se ao evento as cidades de El Alto e Santa Cruz de la Sierra.                                                                     
O Centro Cultural Brasil-Bolívia (CCBB) teve casa cheia, em abril, na segunda edição do projeto "Quintas de Sarau" deste ano. No evento são realizadas apresentações poéticas, musicais e, de outras manifestações de artistas brasileiros e dos demais países da região. Com isso, o projeto promove um intercâmbio cultural entre países sul-americanos. Nesta 2ª edição, o evento teve demonstração interativa da Sociedade Boliviana de Origami, que fascinou o público com a arte japonesa de dobrar papel, e apresentação da cantora brasileira Rebecca Lamartin. Em seguida, o violonista boliviano Hector Osaki interpretou peças do repertório brasileiro. O evento foi finalizado com dueto, em improviso, de Rebecca e Hector, que presentearam o público com melodias de Bossa Nova, na tradicional formação "voz e violão". As duas edições do "Quintas de Sarau" atraíram mais de cem pessoas. Contribuiu para a atração de público a

O Centro Cultural Brasil-Chile foi palco, dia 8 de janeiro, de concerto de violão erudito do violonista chileno Manuel Olivares. O repertório concentrou-se em peças brasileiras de Heitor-Villa Lobos, Dilermando Reis, Sérgio Assad e João Pernambuco. Cerca de 50 pessoas assistiram a apresentação. O evento fez parte de uma série de concertos, de diversos estilos e com diferentes artistas, com a finalidade de difundir a música brasileira. Além dos compositores citados, o violonista chileno incluiu obras de autores universais, com Johann Sebastian Bach, John Dowland, além de uma obra do chileno Javier Farias. Convite do evento.
A língua portuguesa, em sua vertente brasileira, e a diversidade da cultura do Brasil foram divulgadas em evento que reuniu mais de cem pessoas no Centro Cultural Brasil-Bolívia (CCBB), em La Paz, no dia 6 de novembro. Intitulado "Quintas de Sarau", o encontro contou com apresentações musicais, dança e declamação de poemas. A abertura, após breves palavras do diretor do CCBB, ficou por conta do grupo de jazz-fusion "Chuquiablue", cuja interpretação de "Insensatez", entre outras músicas, teve excelente impacto junto ao público presente. Em seguida foram executadas canções populares brasileiras e de música folclórica bolivianas, denominada "Tobas", e foi, simultaneamente, realizada projeção sobre o Festival de Parintins, no Amazonas, enfatizando as características indígenas de ambas as manifestações. Foram ainda declamados poemas de Carlos Drummond de Andrade e Vinícius de Moraes, com leituras dos alunos de língua portuguesa do CCBB e

A epopeia da construção de Brasília por Juscelino Kubitschek, com projetos de Lúcio Costa e Oscar Niemeyer, foi o tema central da palestra "Brasília, Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade", proferida por Elizabeth Veríssimo MacLean, para cerca de 100 alunos do curso de português do Centro Cultural Brasil-Bolívia (CCBB). Brasiliense residente em La Paz, Elizabeth é membro da Associação de Damas do Brasil. As palestras foram nos dias 8 e 9 de setembro. Na ocasião, Elizabeth destacou a importância da construção de Brasília para o desenvolvimento da região Centro-Oeste, chegando ao tombamento da cidade em três instâncias: pelo governo do Distrito Federal, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico e Nacional (Iphan) e, finalmente, a inscrição na UNESCO, como Patrimônio Cultural da Humanidade. A palestra proporcionou aos alunos um contato maior com a história da criação e construção de Brasília.