Portal do Governo Brasileiro

Pular navegação e ir direto para o conteúdo

A mistura de emoções que Dorival Caymmi transmite em sua música - alegria, tristeza, saudade e esperança - foi o que inspirou o mexicano Baldomero Ruiz a escrever uma das três redações vencedoras do II Concurso de Redação da Rede Brasil Cultural. Professor universitário e doutorando em Ciências Sociais, Baldomero pretende fazer um pós-doutorado em uma universidade brasileira. "Por isso optei por estudar o português no Centro Cultural Brasil-México", explicou. Leia, abaixo, a redação de Baldomero Ruiz.

 

 

A BAHIA É UMA PROMESSA CUMPRIDA

Eu quero falar bem alto sobre um homem que nos cantou que a Bahia tem uma promessa para quem gosta do mar, da música e da beleza. O músico e poeta Dorival Caymmi sabia que na Bahia acontecem fatos cotidianos, mas inacreditáveis. Por exemplo, se o samba soa, os baianos podem ficar moles; se alguém precisa do amor, os baianos têm ilusão, sedução e candomblé no coração; se para uma pessoa a vida fica triste, a beleza do seu mar faz a todos querer o bem.

Eu sei que a Bahia também tem uma dor. A lembrança da exclusão racial, da escravidão e da injustiça das pessoas que esquecem que os oprimidos também sabem falar, cantar e amar. Eu ouvi uma pilada dessa dor na música de Dorival, porém eu ouvi mais alto uma voz que falava sobre a oportunidade que oferece a música para quem deseja liberdade. Talvez por isso Dorival dizia que a Bahia é um dos poucos lugares no mundo onde o branco pode ser mulato e o “preto” doutor.

Meu amigo Dorival, as alegrias e tristezas da vida jazem na sua canção. O seu canto fala da Bahia e, ao mesmo tempo, também nos instrui sobre as coisas importantes da vida: a felicidade, o amor apaixonado, a vontade de viver, a delícia de dançar e cantar. Amigo Dorival, seus versos me deram a imagem da Bahia mágica que morava no seu coração. Agora eu posso dizer que conheço muito bem a Bahia do meu coração.

Quanta vontade de voltar para uma terra que ainda não visito! Quanta saudade das pessoas que têm o peito de seda! Quanta ânsia do mar bonito que não vi, mas já ouvi nas suas trovas de versos simples e profundos. Meu querido Dorival, ao escutar sua voz que diz “Você já foi à Bahia?”, eu digo: sim, já fui transportado pela sua melodia, pelos coros rítmicos e pelas letras que falam de uma cidade que é promessa de vida.

 

O segundo Concurso de Redação da Rede Brasil Cultural já tem seus vencedores 

 

 

Baldomero Ruiz procurou  sentimentos na obra de Caymmi para elaborar a sua redação