Portal do Governo Brasileiro

Pular navegação e ir direto para o conteúdo

No dia 9 de setembro de 2017, crianças e adolescentes brasileiros reuniram-se em Brookvale, subúrbio ao norte de Sydney, para a premiação do "I Concurso de Redação: Uma história brasileira", promovido pela Associação para o Desenvolvimento da Criança Brasileira Bilíngue (ABCD) e pelo Consulado Geral do Brasil em Sydney, na Austrália. Os participantes foram divididos em diversas categorias, de 7 até 16 anos de idade. O concurso teve como objetivos promover o aprendizado da língua portuguesa e divulgar a cultura brasileira. Os vencedores foram agraciados com vouchers em rede de livrarias locais. A ABCD é uma organização voluntária, sem fins lucrativos, dedicada ao desenvolvimento das crianças brasileiras bilíngues. Seu propósito é auxiliar as famílias brasileiras e brasileiro-australianas a enfrentar os desafios da educação bilíngue, contando com quadro de profissionais das áreas de pedagogia, psicologia infantil e linguística.      

Professores e pesquisadores de universidades chilenas e brasileiras reuniram-se em Santiago, capital do Chile, de 25 a 27 de agosto de 2017, para participar das "XII Jornadas Brasileiras" e as "IX Jornadas de Culturas de Língua Portuguesa no Mundo". A diretora do Centro Cultural Brasil-Chile (CCBRACH), Anna Magdalena Machado Bracher, abriu o evento dando boas vindas aos participantes. Na sequência, a professora Regina Delcastagnè, da Universidade de Brasília, conduziu a conferência inaugural, "A ilusão do real: o Brasil que se vê, o Brasil que se narra". A programação incluiu mesas temáticas e oficinas sobre diferentes áreas da literatura e dos estudos culturais. As Jornadas, promovidas anualmente desde 2006, são resultado de uma parceria entre o Centro de Estudios Culturais Latinoamericanos (CECLA) e a Universidade do Chile, com a participação do CCBRACH e do Instituto Camões da Cooperação e da Língua.

O grupo teatral "Jadoo" (mágico em hindi) apresentou-se pela primeira vez, no dia 5 de setembro de 2017, em Nova Delhi, capital da Índia. A companhia, liderada pela leitora Arizângela Figueiredo e apoiada pela Embaixada do Brasil em Nova Delhi, é composta por estudantes de língua portuguesa do Centro de Estudos de Português, Espanhol, Italiano e Estudos Latino-Americanos da Universidade Jawaharlal Nehru (JNU). O público de cerca de 40 pessoas assistiu à encenação, em inglês, de peça adaptada da obra de Machado de Assis “O Alienista”. A apresentação incorporou elementos do cordel brasileiro, instrumentos musicais, além de cenografia e vestuário inteiramente desenvolvidos para a ocasião. A receptividade da audiência diante das aventuras da cidade de Itaguaí e dos densos conceitos de normalidade/insanidade pode ser atribuída não apenas à qualidade da obra de Machado mas também à utilização de linguagens diversas

Crianças e professores de escolas públicas chilenas assistiram, no mês de agosto de 2017, a duas apresentações da peça teatral "Terra e Mar", encenadas pela "Companhia de Teatro Conscius Dementia", com o apoio do Centro Cultural Brasil-Chile. No dia 22 de agosto, a companhia, originária de Poços de Caldas (MG), apresentou-se na Escola Santo Tomás, em San Bernardo, região metropolitana de Santiago, capital do Chile, com a presença de cerca de 160 crianças e de seus professores. Já no dia 23, a encenação foi realizada na Escola Municipal República del Brasil, também na comuna de San Bernardo, com a presença de aproximadamente 200 pessoas, entre crianças e professores.
Professores de português e pais de crianças brasileiras nascidas nas diásporas participaram, nos dias 19 e 20 de agosto de 2017, do "IV Encontro de Formação e Aperfeiçoamento de Professores de Português", em São Francisco, na costa oeste dos Estados Unidos. O evento foi organizado pela leitora Eugênia Maria da Silva Fernandes, em parceria com as professoras Valéria Sasser e Tatiana Dutra e Mello, ambas fundadoras do Instituto Brasil de Educação e Cultura (IBEC). Entre os vários temas debatidos durante o encontro estiveram a produção didática para o português como língua internacional, as abordagens e métodos para o ensino do português como língua internacional, o ensino do português para hispanofalantes, o mercado de trabalho lusófono na costa oeste dos Estados Unidos e o exame Celpe-Bras.          
A Universidade Anton de Kom do Suriname (ADEKUS), em parceria com o Ministério da Educação do Suriname, informou, no dia 15 de agosto de 2017, que abrirá curso de português em suas instalações. O evento foi presidido pelo prof. Jack Menke, reitor da ADEKUS, e contou com a participação da dra. Renata de Bies, professora decana da Faculdade de Humanidades da ADEKUS, do prof. Rudi Henri van Els, professor surinamês da Faculdade de Engenharia da UnB, do sr. Rudi van Kanten, membro da "Stichting SuriBraz Academic Network" (rede de acadêmicos que promove a cooperação científica e acadêmica entre Brasil e Suriname), entre outros convidados. O curso de português oferecido pela ADEKUS terá a duração de dois anos e será lecionado pela professora do Centro Cultural Brasil-Suriname Telma Kotzebue. Os alunos serão divididos, inicialmente, em duas turmas, uma para iniciantes e outra