Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Estande brasileiro é atração na Feira do Livro de Maputo

Written by Matheus Félix | Published: Tuesday, 17 December 2019 17:15
imagem sem descrição.

 

A literatura brasileira ganhou destaque no estande brasileiro da Feira do Livro de Maputo, que aconteceu entre os dias 25 e 27 de outubro e expôs ao público moçambicano, parte de nossa riqueza cultural. O estande contou com a presença da escritora Socorro Acioli, que, além de participar da programação oficial da Feira, esteve também nos eventos promovidos pelo Centro Cultural Brasil-Moçambique – CCBM do dia 24, como parte de seu esforço em difundir a produção literária nacional no exterior.

A feira, que já está em sua 5ª edição, é uma das principais atrações culturais da cidade e convida anualmente escritores para participarem de palestras, mesas redondas e estandes.

O estande brasileiro na edição de 2019 da feira recebeu centenas de visitantes e homenageou nomes de nossa literatura como Machado de Assis e João Cabral de Melo Neto, com a exposição de suas biografias acompanhadas de fotos. O espaço também expôs clássicos da literatura brasileira, a partir de acervo selecionado por Dulce Manhiça, bibliotecária do CCB.

 

Público brasileiro também esteve na feira / Divulgação

 

O público infantil também pôde ouvir histórias brasileiras contadas pela professora do curso de português do centro, Marcia Helena Antonio. Segundo o embaixador brasileiro no país, Carlos Alfonso Iglesias, a embaixada tem buscado promover, sempre que possível, ações voltadas ao público infantil, fazendo com que “as crianças moçambicanas, uma vez familizarizadas com o rico universo da literatura infanto-juvenil brasileira, passem a ter maior familiaridade e estima pela nossa cultura e pelo nosso país".

“A Feira do Livro de Maputo acaba por se tornar uma das principais oportunidades para apresentar a um público ávido por novidades e informações, a produção literária brasileira e a diversidade de publicações do nosso mercado editorial” avalia o Embaixador.

Para Iglesias, “a vinda de escritores brasileiros especialmente para a Feira - como foi o caso da escritora Socorro Acioli -  acabou por atrair interesse ainda maior às atividades promovidas pelo Brasil, auxiliando sobremaneira os esforços de difusão cultural da Embaixada”. Socorro Acioli foi convidada para falar na feira sobre o processo de criação de seu livro “A Cabeça do Santo”, e recebeu também as falas dos escritores José Eduardo Agualusa de Angola e o escritor Mia Couto, de Moçambique, que elogiou o trabalho da brasileira. "quando li a Socorro, eu retomei esse sentimento de encanto que tinha me chegado daquelas grandes vozes que vem do Brasil. Muito obrigado, Socorro"  

Ao longo de sua estadia em Maputo, Acioli participou de dois outros eventos organizados pelo CCBM. Primeiro, ministrou oficina de crônicas para uma turma de estudantes de jornalismo da capital, no dia 24, e na tarde do mesmo dia participou de conversa com a escritora moçambicana Sônia Sulthuane, sobre o tema “Escrita e criação literária: uma discussão sobre a formação do escritor”. Ambas as atividades ocorreram nas instalações do CCBM.

 

Socorro contou ao público sobre sua experiência como escritora / Divulgação

 

Os escritores Mia Couto, Socorro Acioli e José Eduardo Agualusa / Divulgação

 

Banner da apresentação de Socorro / Divulgação

registrado em: ,
Assunto(s): Feira do Livro Maputo , CCBM
Fim do conteúdo da página