Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Concurso de Histórias em Quadrinhos premia alunos em Cabo Verde

Written by Matheus Félix | Created: Friday, 25 October 2019 15:46
imagem sem descrição.

O 2º Concurso de Banda Desenhada incentivou a compreensão textual de jovens cabo-verdianos ao premiar as melhores adaptações de obras literárias à linguagem dos quadrinhos. Os competidores tiveram cerca de 3 meses para desenvolver seus projetos. O concurso terminou com a cerimônia de premiação ocorrida no dia 4 de outubro, no auditório do Liceu Domingos Ramos, a mais tradicional instituição de ensino da Praia, capital de Cabo Verde.  

 

 

Pôster do evento / Embaixada do Brasil em Praia

 

O Concurso

Os textos adaptados foram excertos das obras literárias brasileiras “As Teixeiras e o futebol”, de Rubem Braga; “A roça ao pé da letra”, de Ana Maria Machado; Cabo-Verdianas “Chiquinho”, de Baltasar Lopes; e “Vidas Vividas”, de Ivone Aida Fernandes Ramos. 

Concorreram 16 trabalhos de 24 autores, que se inscreveram em duplas, ou individualmente. A banca premiou os trabalhos mais criativos com mesas digitalizadoras e as menções honrosas com kits de desenho. A cerimônia de premiação contou com 60 alunos do Liceu Domingos Ramos.

Na banca examinadora da premiação participaram ilustres membros da sociedade local, como o Dr. Incanha Intumbo, Diretor Executivo do Instituto Internacional de Língua Portuguesa – IILP, e a Curadora da Biblioteca Nacional de Cabo Verde, Dra. Adelaide Monteiro.

                                                                                             

 Desenho da vencedora "O filho do Pescador"  / Envio da autora

 

Destaque do evento

A vencedora do concurso, Ary Tavares, nome artístico da estudante Juseila Pereira, de 16 anos, apresentou a obra “O Filho do Pescador”, inspirada em “Vidas Vividas”.

Ary foi uma das vencedoras do 1º Concurso de Bandas Desenhadas, concluído em junho de 2018. Sua primeira premiação aconteceu em paralelo com a criação de sua página artística no Facebook e também Instagram.

Desde 2018, ela vem postando com frequência seus trabalhos e participações em projetos artísticos de Cabo Verde como III Workshop de Arte Urbana organizado pelo projeto Xalabas.

Para seus desenhos coloridos, utiliza lápis aquareláveis secos e diluídos em água, com um estilo de cor matizada e vibrante e possui soluções visuais únicas. De tal maneira consegue, com sua técnica, transcender os materiais que utiliza, oferecendo efeitos e resultados inesperados.

 

 Cores e contrastes. / Ary Tavares Arts 

Tons pastéis e sobreposição de cores. / Ary Tavares Arts